Diogo Cata Preta

feeds

Intel √© condenada a pagar multa de US$ 25 milh√Ķes em processo antitruste na Cor√©ia do Sul

A Intel, maior fabricante mundial de processadores, foi multada em 26 bilh√Ķes de wons (US$ 25 milh√Ķes) pela ag√™ncia antitruste da Cor√©ia do Sul. A empresa foi condenada por oferecer descontos para que clientes deixassem de comprar produtos equipados com chips produzidos pela rival AMD. A Intel dever√° apelar da decis√£o. Os descontos eram oferecidos diretamente √†s fabricantes de PCs sul-coreanas Samsung e Trigem Computer.

A condenação é uma derrota importante para a Intel, que enfrenta disputa semelhante na União Européia (UE). Na Europa, porém, as agências reguladoras têm o poder para multar empresas que adotem medidas prejudiciais à concorrência em até 10% de seu faturamento anual. Além disso, há pouco mais de dois anos, a Intel foi forçada a retirar de seus contratos firmados no Japão uma cláusula que proibia seus clientes de utilizar chips fabricados por concorrentes. Por fim, a AMD ainda mantém outros processos contra as práticas da Intel na Justiça dos EUA.

Segundo a investiga√ß√£o da ag√™ncia reguladora sul-coreana, a Intel ofereceu descontos de US$ 37 milh√Ķes ao longo de dois anos e meio para a Samsung e a Trigem desde que ambas n√£o utilizassem chips da AMD em seus produtos. Com isso, a participa√ß√£o de mercado m√©dia da companhia na Cor√©ia do Sul em cinco anos at√© 2005 estava em 91,3%, enquanto a m√©dia mundial da Intel nesse per√≠odo era de 79,6% do mercado.

AMD: Fabricante de chips lança computadores para escritório

A fabricante de microprocessadores Advanced Micro Devices (AMD) anunciou sua primeira linha de computadores para escritórios, pequenas e médias empresas, com contribuição em design e canais de vendas de algumas de suas principais clientes, como a Dell.

A linha de computadores para escritórios AMD Business Class chega ao mercado já com planos de ganhar uma linha de notebook a partir do segundo semestre.

Entre os clientes da AMD que passar√£o a vender os computadores da marca est√£o Acer, Dell, Fujitsu-Siemens, Hewlett-Packard (HP) e Lenovo, informou o diretor de marketing da fabricante, Hal Speed.

Não é como estar no varejo.
Estamos vendendo aos usuários que compram PCs para o trabalho e temos nos esforçado para identificar as brechas (nas tecnologias para computadores de escritório) que não têm sido atendidas pelo mercado acrescentou o executivo.

A nova linha de equipamentos é parte dos planos da AMD para se manter competitiva após um desastroso 2007 diante da concorrente Intel, maior fabricante mundial de chips.

AMD reduz nível de perdas no primeiro trimestre

A fabricante de chips AMD encerrou o primeiro trimestre deste ano com preju√≠zo de US$ 358 milh√Ķes, uma melhora em rela√ß√£o √† perda de US$ 611 milh√Ķes apurada no mesmo per√≠odo de 2007. O preju√≠zo por a√ß√£o saiu de US$ 1,11 para US$ 0,59 no mesmo intervalo.

O desempenho financeiro inclui uma perda de US$ 0,08 por a√ß√£o decorrente da fus√£o com a fabricante de placas eletr√īnicas ATI, adquirida em 2006 por US$ 5,6 bilh√Ķes. No in√≠cio deste ano, a AMD anunciou uma baixa cont√°bil (impairment) de US$ 1,65 bilh√£o por considerar ter supervaliado o √°gio de neg√≥cios futuros que seriam gerados pela compra da ATI.

A receita da empresa no trimestre foi de US$ 1,5 bilhão, o que mostra um avanço de 35% sobre o mesmo período de 2007.

Um trimestre sazonalmente fraco foi amplificado por um ambiente econ√īmico desafiador e vendas abaixo do esperado em produtos das gera√ß√Ķes passadas, levando a uma receita abaixo do esperado em todas as linhas de neg√≥cios, afirmou o executivo-chefe da √°rea financeira da empresa, Robert Rivet.

Diante dos resultados, a empresa anunciou um corte de 10% da força de trabalho até o final de setembro.

(Valor Online, com agências internacionais)