Diogo Cata Preta

feeds

Como comprar seus perfumes e cremes da Natura pela internet – Parcelado no Cart√£o

S√£o milhares de pessoas no pa√≠s inteiro que consomem e s√£o clientes fi√©is da Natura, ela possui um amplo mercado de venda de produtos para beleza como cremes hidratantes e perfumes. Em sua cidade existem in√ļmeras pessoas que vendem Natura e fazem deste produto uma renda extra em seu dia-dia. Voc√™ pode estar adquirindo agora produtos da Natura tamb√©m pela internet, este produto como muitos outros tamb√©m j√° possuem um √≥timo com√©rcio na internet.

DeProntaEntrega

Natura De Pronta Entrega

Existem várias pessoas que já vendem Natura, porém sempre sobram clientes em todos os lugares. Seus produtos são caracterizados em todo o mercado nacional de produtos de beleza pela qualidade dos seus produtos e um preço bem acessível para todos, e quem ainda não experimentou nenhum dos seus produtos não sabe o que está perdendo porque não há igual no mercado.

Existe um site muito conhecido no Brasil, e que tem despontado na venda desta linha de produtos. O DeProntaEntrega √© uma loja virtual especializada em cosm√©ticos e perfumaria e que possibilita inumeras facilidades de parcelamento das compras no mais diversos cart√Ķes de cr√©dito.

E para facilitar a proria empresa De Pronta Entrega disponibiliza um blog que discute e testas os produtos vendidos na loja.

Fica a dica pra vocês.

Aproveite e v√° as compras com toda a facilidade que as compras ONLINES proporcionam.

I-Doser – “Novas” Drogas Virtuais

Agora o conceito de “droga em formato mp3” n√£o abrange apenas m√ļsicas ruins. H√° tamb√©m o I-Doser (www.idoser.com). Trata-se de m√ļsicas som em mp3, uma combina√ß√£o alucinante de batidas e ru√≠dos sonoros supostamente capaz de abrir as portas da percep√ß√£o.

Segundo seus criadores, o usu√°rio teria sensa√ß√Ķes semelhantes ao consumo moderado de drogas como a coca√≠na, que causa euforia; a maconha, capaz de deixar o usu√°rio pregui√ßoso, sonolento; ou o √≥pio, cujo uso proporciona alucina√ß√Ķes fort√≠ssimas.
S√£o centenas de tipos de ‚Äúdoses‚ÄĚ, e s√£o divididos em ‚Äúansiol√≠ticos‚ÄĚ, ‚Äúantidepressivos‚ÄĚ, ‚Äúsexuais‚ÄĚ, ‚Äúsedativos‚ÄĚ e ‚Äúrecreativos‚ÄĚ, entre outros.

Cada dose promete um efeito bastante específico e custa cerca de US$ 2,50.

O I-Doser é um programa freeware porém suas doses são pagas na maioria dos países mas ai no Brasil e aqui em Portugal é muito fácil achar tanto o programa quanto as doses para download gratuitamente, encontra-se até doses convertidas em mp3 e wav.

I-Doser e as drogas virtuais

Mas, apesar da popularidade crescente, há muitas pessoas que dizem não sentir absolutamente nada. Apenas incomodo pela repetição dos sons. Segundo o médico Jeffrey A. Lieberman, chefe do departamento de psiquiatria da Universidade Columbia e chefe da seção de psiquiatria do Hospital Presbiteriano de Nova York, nenhuma radiofrequência tem a capacidade de produzir o efeito farmacológico obtido com drogas.

De qualquer forma, a ideia vem de longe. O efeito tem um nome: chama-se ‚Äúbinaural beats‚ÄĚ, foi descoberto em 1839 pelo cientista alem√£o Heinrich Wilhelm Dove e consiste em produzir diferentes ondas sonoras em uma freq√ľ√™ncia capaz de alterar o comportamento do c√©rebro.

Se você ainda não conhece e quer experimentar, faça download no link abaixo:

Megaupload – Programa e mais 62 doses diferentes

Qualquer d√ļvida entre em contato comigo.

HMB Р(Hidróxi B-Metilbutirato)

SOBRE O HMB ?

HMB ou Hidróxi B-Metilbutirato é um metabólico do aminoácido LEUCINA e é produzido naturalmente pelo corpo humano. HMB pode também ser encontrado em muitos dos alimentos consumidos, tais como: toranja, peixe bagre e ainda no leite materno. Embora o HMB possa ser encontrado na natureza é muito difícil e impraticável conseguir uma base regular de alimentos que forneça suficientemente todos os benefícios do HMB. Portanto, a suplementação com HMB pode ser vantajosa para os praticantes de musculação ou daqueles sob extremo estresse muscular, como os praticantes do atletismo.

HMB

POR QUE DEVERIA USAR HMB ?

Como √© o objetivo de muitos suplementos que hoje est√£o no auge, incluindo Creatina Monoidratada e L-Glutamina, HMB √© usado como tentativa de elevar os n√≠veis de for√ßa, acentuar ganhos na dimens√£o e for√ßa muscular e prevenir colapso no tecido muscular, que pode ocorrer logo ap√≥s os exerc√≠cios √°rduos. Cientistas n√£o est√£o exatamente seguros como HMB funciona, por√©m eles acreditam que este metab√≥lico de amino√°cido auxiliar√° o corpo na tentativa de minimizar o colapso das prote√≠nas, que pode ocorrer logo ap√≥s os exerc√≠cios intensos. Portanto, ao minimizar o colapso da prote√≠na, ou do m√ļsculo, HMB pode ajudar o corpo a se restabelecer rapidamente de exerc√≠cio que possa levar r√°pido e grande acr√©scimo na dimens√£o e for√ßa muscular.

QUE PESQUISAS FORAM FEITAS SOBRE HMB?

Com exceção da creatina monoidratada, HMB é um dos suplementos hoje à venda mais altamente estudado. Estudos têm sido feitos sobre HMB envolvendo animais e seres humanos. Diversos e importantes ensaios duplos cegos (paciente e médico não sabem o que estão tomando), estudos universitários com placebo controlado mostraram que HMB ajudou jovens praticantes de musculação a ganharem mais força e dimensão muscular. Outro estudo examinou o efeito que HMB fez sobre idosos (acima de 65 anos) que treinaram com peso. Este estudo mostrou que tomando HMB eles obtiveram melhores resultados do que os que não tomaram a suplementação. Ainda outro estudo mostrou que mulheres que se exercitaram regularmente com pesos e receberam suplemento de HMB ganharam mais medida e força e perderam mais gordura. Finalmente um estudo envolvendo ciclistas mostrou que quando recebiam suplemento de HMB suas resistências eram significantemente aumentadas. Como você pode ver, a lista segue continuamente.

QUE DOSE DE HMB DEVEREI TOMAR ?

Muitos dos estudos científicos sobre HMB têm usado a dose de 3 gramas por dia, tomadas em 2 vezes. Alguns estudos analisou os efeitos das doses de 1,5 a 3 gramas por dia. Estes estudos mostraram que o grupo que tomou a dosagem alta, neste caso 3 gramas por dia, conseguiu significantes ganhos em força e dimensão e perdeu mais gordura do corpo do que o grupo que tomou 1,5 gramas por dia. Algumas pessoas, tais como praticantes de musculação ou pessoas pesando acima de 200 libras (cerca de 90 kg), adquiriram mais força tomando 4,5 a 6 gramas por dia. Embora nenhum estudo científico tenha provado até agora, parece que os efeitos de HMB podem ser proporcionais à dosagem.

QUE EFEITOS COLATERAIS SÃO CAUSADOS POR HMB?

At√© agora nenhum efeito colateral reconhecido foi relatado ou documentado por causa do uso de HMB. Como declarado antes, HMB √© uma subst√Ęncia natural produzida pelo corpo humano e tomando-o nas dosagens semelhantes √†s recomendadas √© seguro e √© apoiado por pesquisas cient√≠ficas. Estudos t√™m igualmente sugerido que HMB pode ajudar a sa√ļde das art√©rias e tamb√©m reduzir os n√≠veis de colesterol.

DEVEREI ALTERNAR (CICLAR) O USO DE HMB?

Os estudos cient√≠ficos feitos sobre HMB n√£o descobriram qualquer evid√™ncia de que o uso alternado obrigat√≥rio de HMB possa ser vantajoso, por√©m muitos atletas procedem assim de qualquer maneira. √Č comum programar o uso de 4 a 6 gramas di√°rias para prevenir o esgotamento e apressar a recupera√ß√£o do tecido muscular, quando um atleta altera demasiadamente sua rotina de exerc√≠cios.

Efedrina РQueimadores de Gordura (Termogênicos)

Ol√° pessoal,

Nada a ver com gen√©tica, mas interessante sob o ponto de vista cient√≠fico ! Divulgado pela UOL. Vale a pena ler pelo menos o √ļltimo par√°grafo para quem tiver achando muito longo‚Ķ

Barriginha trincada Pílula para dieta é vinculada à morte de atleta

Stephens Smith

Para os norte-americanos t√≠picos que procuram perder alguns quilos ou para os atletas de elite cujo objetivo √© melhorar a performance nas pistas, a efedrina tem sido a esperan√ßa em formato de p√≠lula, um suplemento natural dispon√≠vel nas lojas de sa√ļde da vizinhan√ßa por uns poucos d√≥lares, vendida sob nomes populares como Metabolife e Dexatrim.

Mas um exame m√©dico realizado na √ļltima ter√ßa-feira na Fl√≥rida, que determinou que um produto a base de efedrina provavelmente contribuiu para a morte de um jogador de beisebol de 23 anos da equipe Baltimore Orioles por derrame cerebral certamente vai atrair uma aten√ß√£o renovada para os riscos de sa√ļde associados aos suplementos alimentares vendidos sem receita m√©dica.

Os defensores da sa√ļde p√ļblica j√° pediram que a comercializa√ß√£o da efedrina seja proibida, uma medida que afetaria uma linha de produtos que gera de US$ 1 bilh√£o (cerca de R$ 3,6 bilh√Ķes) a US$ 3 bilh√Ķes (cerca de R$ 10,8 bilh√Ķes) anualmente. Uma grande rede fornecedora de suplementos esportivos parou de vender a efedrina ap√≥s uma onda de publicidade negativa sobre as p√≠lulas. E, duas semanas atr√°s, um estudo feito em car√°ter emergencial por pesquisadores em S√£o Francisco concluiu que, embora a efedrina seja respons√°vel por menos de 1% do total de vendas de suplementos naturais, ela responde por 64% de todas as rea√ß√Ķes de sa√ļde adversas relacionadas a esses produtos.

Os cientistas envolvidos no estudo conclu√≠ram que as pessoas que tomam efedrina correm um risco 200 vezes maior de sofrerem complica√ß√Ķes resultantes do produto quando comparadas aqueles indiv√≠duos que tomam outros suplementos. Segundo os estudiosos, as chances de se ter complica√ß√Ķes associadas √† efedrina s√£o equivalentes √† possibilidade de se sofrer de c√Ęncer do pulm√£o devido ao h√°bito de fumar.

‚ÄúN√≥s temos certeza absoluta que o produto n√£o √© seguro‚ÄĚ, afirma Michael Slipak, professor de medicina, epidemiologia e bioestat√≠stica do Centro M√©dico para Veteranos de Guerra de S√£o Francisco e autor de um estudo sobre a efedrina publicado na p√°gina da Internet da revista ‚ÄúAnnals of Internal Medicine‚ÄĚ.

Steve Bechler, o jogador do Orioles, morreu na segunda-feira passada, um dia ap√≥s a sua temperatura corploral ter subido bruscamente para 42¬ļ C durante um treinamento. Bechler, pesava 107 quilos e sofria de hipertens√£o. Ap√≥s a realiza√ß√£o de uma aut√≥psia, o m√©dico legista do Condado de Broward, na Fl√≥rida, Joshua Perper, chegou √† conclus√£o de que o medicamento xenadrina, que Bechler estava tomando para perder peso, provavelmente contribuiu para a sua morte, que foi oficialmente atribu√≠da √† fal√™ncia m√ļltipla de √≥rg√£os.

Perper solicitou à Liga de Beisebol que proibisse o uso dos derivados da erva pelos atletas, seguindo os passos da Liga Nacional de Futebol Americano e do Comitê Olímpico Internacional.

Para os especialistas que investigaram a efedrina e as complica√ß√Ķes causadas pela droga – problemas do cora√ß√£o, transtornos psiqui√°tricos e convuls√Ķes – o v√≠nculo entre a efedrina e a morte do atleta n√£o chegou a ser uma surpresa.

‚ÄúA droga n√£o est√° regulamentada e achamos que essa situa√ß√£o deveria mudar‚ÄĚ, disse Shlipak, de S√£o Francisco. ‚ÄúMas quanto ao rem√©dio ser totalmente banido ou ser comprado somente com receita m√©dica, isto √© algo que cabe aos especialistas decidir‚ÄĚ.

Os pesquisadores californianos examinaram as complica√ß√Ķes relatadas em 2001 pelos usu√°rios da efedrina e seus m√©dicos a quase 200 centros de controle de envenenamento em toda a na√ß√£o. Segundo Shlipak, os cientistas ficaram ‚Äúchocados‚ÄĚ com o que descobriram.

A ind√ļstria de p√≠lulas diet√©ticas vem operando em um territ√≥rio nebuloso desde meados dos anos 90, quando come√ßaram a circular os primeiros relatos dando conta de que a droga composta fen-phen, de uso generalizado, foi respons√°vel por epis√≥dios potencialmente fatais de danos √†s v√°lvulas card√≠acas. O fabricante das p√≠lulas acabou desembolsando US$ 3,75 bilh√Ķes (cerca de R$ 13,57 bilh√Ķes) para pagar indeniza√ß√Ķes resultantes de processos na justi√ßa.

As pílulas de efedrina têm sido um dos itens mais vendidos nas lojas de suplementos dietéticos, farmácias e supermercados Рespecialmente depois que o fen-phen foi retirado do mercado.

A efedrina promete reduzir o peso ao mesmo tempo em que aumenta a energia, lan√ßando m√£o de uma propaganda bastante atraente para atletas como Bechler e tamb√©m para quatro jogadores de futebol americano que morreram ap√≥s tomar a subst√Ęncia. A Liga Nacional de Futebol Americano baniu o uso do produto entre seus atletas ap√≥s a morte do jogador Korey Stringer, do Minnesota Vikings, embora a organiza√ß√£o tenha afirmado que a proibi√ß√£o n√£o estaria diretamente vinculada √† morte do jogador. A efedrina foi encontrada no arm√°rio de Stringer ap√≥s a sua morte, mas estudos toxicol√≥gicos n√£o encontraram tra√ßos da subst√Ęncia no seu sangue.

Um sinal de como a confiança na efedrina ficou profundamente abalada foi a decisão tomada no mês passado pela fabricante de suplementos dietéticos EAS no sentido de cancelar a comercialização de produtos baseados em efedrina.

‚ÄúEsta decis√£o foi tomada pela EAS com base no desejo do consumidor‚ÄĚ, disse em uma declara√ß√£o Jim Heidenreich, vice-presidente de marketing da companhia. ‚ÄúAcreditamos que o consumidor est√° demonstrando forte prefer√™ncia por produtos de controle de peso que n√£o sejam a base de efedrina. E isso √© bom tanto para os consumidores como para a EAS‚ÄĚ.

O Departamento de Servi√ßos Humanos e de Sa√ļde dos Estados Unidos solicitou √† Rand Corporation que conduzisse uma ampla avalia√ß√£o quanto √† possibilidade de a efedrina realmente ser eficaz e sobre a hip√≥tese de que ela causaria problemas de sa√ļde. Os pesquisadores da Rand est√£o nos est√°gios finais da pesquisa e devem divulgar os resultados nos pr√≥ximos meses, afirma Warren Robak, porta-voz da institui√ß√£o da californiana.

A xenadrina, o suplemento que Bechler estava tomando, √© fabricado pela Cytodyne Technologies, uma empresa de Nova Jersey voltada para produtos que prometem o emagrecimento e a melhora da forma f√≠sica. A p√°gina da companhia na Web enaltece a xenadrina RFA-1 como sendo ‚Äúo suplemento diet√©tico n√ļmero um dos Estados Unidos‚ÄĚ.

A companhia divulgou um comunicado na terça-feira no qual afirma que a xenadrina é segura e eficaz.

‚ÄúDevido √† falta de evid√™ncias m√©dicas neste momento a Citodyne n√£o est√° em condi√ß√Ķes de tecer coment√°rios espec√≠ficos sobre as circunst√Ęncias relativas √† tr√°gica morte de Steve Bechler‚ÄĚ, afirmou a declara√ß√£o da Citodyne. ‚ÄúAt√© que o relat√≥rio toxicol√≥gico esteja dispon√≠vel, afirmar que Bechler algum dia utilizou xenadrina n√£o passa de pura especula√ß√£o, assim como a insinua√ß√£o de que a xenadrina tenha de alguma forma contribu√≠do para a sua morte‚ÄĚ.

Os fabricantes das p√≠lulas para perda de peso juram ser capazes de reduzir alguns quilos de gordura, citando in√ļmeras pesquisas. Mas tais pesquisas est√£o sendo alvo de cr√≠ticas cient√≠ficas – e, em certos casos, de processos na justi√ßa.

A estrutura qu√≠mica da erva explica porque ela pode ser t√£o problem√°tica quando administrada em altas doses – e especialmente quando utilizada por indiv√≠duos com problemas card√≠acos, afirma Robert J. Myerburg, diretor da divis√£o de cardiologia da Universidade de Miami. A efedrina faz com que os vasos sang√ľ√≠neos se contraiam, tornando mais dif√≠cil a dissipa√ß√£o do calor corporal. Em casos extremos – e especialmente quando a efedrina √© utilizada em conjun√ß√£o com a cafe√≠na – esse estreitamento vascular se torna t√£o intenso que o calor fica aprisionado no corpo, elevando a temperatura corporal interna a n√≠veis t√£o altos que os principais √≥rg√£os come√ßam a falhar.

‚ÄúE √© a√≠ que acontecem as fatalidades‚ÄĚ, conclui Myerburg.