Diogo Cata Preta

feeds

Confira as obras liter√°rias referenciadas em Lost

Abaixo você confere as obras literárias que apareceram em Lost, algumas disponíveis para download, para baixar clique no link.

1 – A B√≠blia A b√≠blia sagrada aparece em 5 refer√™ncias. Em uma delas Eko encontra a B√≠blia de Yemi na Igreja. A foto dos dois irm√£os mais jovens estava entre os cap√≠tulos 4 e 5 de Isa√≠as (sobre o julgamento de Deus) e foi aparentemente a √ļltima coisa que Yemi leu antes de entrar no avi√£o cheio de drogas.

2 – Carrie, a Estranha (Stephen King) S√£o 6 refer√™ncias ao livro de Stephen King. Numa delas Ben √© visto lendo um livro em sua biblioteca, presumivelmente para a discuss√£o do clube de leitura mais tarde, e conclui que ele o torna depressivo. (‚ÄúOne of Us‚ÄĚ).

3 РOs Irmãos Karazamov (Dostoievski) РSão 3 referências, em uma delas Locke dá o livro a Ben (ou Henry Gale) para ele ler.

4 – O senhor das moscas (William Golding) S√£o duas refer√™ncias, sendo que foi primeiro mencionado por Sawyer ap√≥s ele capturar Jin por acreditar ter sido ele o respons√°vel por atear fogo na balsa (mais tarde, ficou provado que n√£o era ele) e disse, ‚ÄúO pessoal da praia pode ter tido m√©dico e fiscal h√° um m√™s, mas agora √© hora do Senhor das Moscas‚ÄĚ.

5 РA invenção de Morel (Adolfo Bioy Casares) Sawyer lê esse livro enquanto está em sua casa na Vila dos Outros, morando com Hurley.

6 – Riso no Escuro (Vladimir Nabokov) Hurley pega o livro e l√™ no epis√≥dio ‚ÄúFlashes Before Your Eyes‚ÄĚ. O livro estava no Esconderijo de Sawyer.

7 – The Survivor of the Chancellor (J√ļlio Verne) Regina est√° lendo esse livro de cabe√ßa para baixo quando Minkowski quer falar com Sayid e Desmond no cargueiro.

8 РValis (Philip K. Dick) РLocke dá esse livro para Ben ler enquanto o líder dos Outros está preso no porão da casa de Locke. Ben diz que já o leu e Locke o manda ler de novo, porque ele pode ter esquecido alguma coisa.

9 РRainbow Six (Tom Clancy) РUma cópia do livro foi encontrada na estante da estação O Cisne, mas foi mostrada muito rapidamente.

10 РRatos e Homens (John Steinbec) São duas referências, numa delas Sawyer está lendo o livro na prisão.

11 РAo Fim de Tantos Anos (Susan Isaacs) РO livro pode ser visto na estação Cisne perto da cama onde Sawyer está se recuperando das feridas causadas pelo incidente com a balsa (livro mostrado muito rapidamente).

12 – Alice no Pa√≠s das Maravilhas (Lewis Carroll) – Em “White Rabbit“, “Jack e Locke discutem sobre as vis√Ķes de Jack e Locke o aconselha a persegui-la, uma compara√ß√£o com o Coelho Branco de Alice no Pa√≠s das Maravilhas. Locke diz a Jack para dar um tempo e considerar a possibilidade que tudo est√° acontecendo na Ilha por uma raz√£o. Ele, ent√£o, diz a Jack ‘Eu olhei dentro dos olhos dessa Ilha e o que eu vi… foi lindo’, referindo-se ao encontro dele com o Monstro em “Walkabout”.

Em “The Man Behind the Curtain“, durante os flashbacks, vemos a m√£e de Ben em um vestido muito parecido com o de Alice (azul e branco). O jovem Ben tamb√©m se utiliza de um coelho branco para ter certeza de que √© seguro caminhar pela floresta do outro lado da cerca s√īnica. Ben segue o coelho e h√° a√≠ uma similaridade de quando Alice segue o coelho branco at√© o fundo do buraco e para dentro do Pa√≠s das Maravilhas.

Em “Through the Looking Glass“, a refer√™ncia ao trabalho liter√°rio de Charles Lutwidge Dodgson acontece quando Charlie est√° preso em uma esta√ß√£o da Iniciativa DHARMA chamada O Espelho (ou The Looking Glass em ingl√™s, que √© t√≠tulo do segundo livro de Alice chamado de, em ingl√™s, Through the Looking-Glass and What Alice Found There).

13 – Voc√™ est√° a√≠, Deus? Sou eu, Margaret (Judy Blume) – Esse livro foi visto sendo lido Sawyer na praia. Ele n√£o gostou do livro, chamando-o de “previs√≠vel”, com “nenhum pouco de sexo”.

14 – Bad Twin (Gary Troup) – Enquanto que o romance Bad Twin nunca faz refer√™ncias expl√≠citas aos eventos do seriado, h√° um grande n√ļmero de refer√™ncias do romance mencionados em Lost. Elas incluem:

– Quando visita pela primeira vez Cliff Widmore no escrit√≥rio, Artisan acidentalmente para no andar 42, que pertence a Funda√ß√£o Hanso. Notavelmente, 42 √© o √ļltimo n√ļmero da seq√ľ√™ncia de n√ļmeros em Lost.

РO pai de Cliff faz uma rápida declaração sobre Mittelwerk sendo desagradável como membro da companhia de sua própria família e que ele preferia Alvar Hanso antes de colocar Mittelwerk em seu lugar.

– Enquanto estava em Los Angeles, Artisan para em um restaurante chamado “Mr. Cluck’s Chicken Shack”. Esse √© o mesmo restaurante que Hurley trabalhava antes de ganhar na loteria.

– V√°rias viagens de avi√£o s√£o feitas no decorrer do livro, utilizando a Oceanic Airlines, a mesma companhia que sofreu o acidente em Lost.

– Uma comiss√°ria de bordo no v√īo para a Austr√°lia √© um refer√™ncia deliberada ao personagem Cindy Chandler, que era a suposta namorada de Troup. Ele havia dito que fez a personagem como uma piscadela para seu amor. Por acaso, o sobrenome de Cindy pode ser uma refer√™ncia a Raymond Chandler, um dos mais famosos autores de romances sobre detetives particulares e fonte de inspirar√£o para Bad Twin.

– Zander e Cliff, s√£o irm√£os g√™meos, mas um nasceu antes da meia noite e o outro depois, isso faz com que os anivers√°rios deles sejam em dias diferentes. As datas dos anivers√°rios s√£o 15 e 16 de Agosto, ou 15/8 e 16/8. 8, 15 e 16 s√£o tr√™s dos not√≥rios n√ļmeros de Lost. As datas dos anivers√°rios s√£o tamb√©m usadas com senhas para o acesso a propriedade do pai, a senha √© 81516. Quando digitando essa senha, um dos personagens comenta durante a cena sobre como “h√° certos n√ļmeros que voc√™ se lembra por toda a vida”.

– A fam√≠lia Widmore √© o centro do romance e Penelope “Penny” Widmore, filha de Charles Widmore, √© apresentada no epis√≥dio final da segunda temporada como o amor de Desmond, antes dele naufragar na Ilha.

РA idéia central durante todo o romance é o dualismo, seja na dualidade dos gêmeos ou nas forças opostas do bem e do mal, o narrador está constantemente se relatando aos eventos da história em termos dualísticos do mundo. Isso se relaciona perfeitamente com o recorrente mote do branco e preto em Lost.

15 – Uma Breve Hist√≥ria do Tempo (Stephen Hawking) – Esse era o livro que Aldo estava lendo enquanto ele vigiava o pr√©dio onde Karl estava preso. Ele aparece marcando informa√ß√Ķes do cap√≠tulo 7, ‘Black Holes Ain’t So Black’ (Buracos Negros N√£o S√£o T√£o Negros). O cap√≠tulo fala da natureza dos buracos-negros e, especificamente, descreve o horizonte do evento, que √© o limiar do caminho sem volta. A vers√£o do livro que ele estava lendo √© parecida com a edi√ß√£o do d√©cimo anivers√°rio, publicado em 1998, pois a primeira linha no topo indica a edi√ß√£o como est√° vis√≠vel na imagem e essa vers√£o tem a capa dourada.

O livro tamb√©m aparece na sala de estar de Ben em “The Man from Tallahassee”.

16 РTrabalho Sujo (Stuart Woods) РO livro pode ser visto na estação O Cisne na cama de Sawyer, quando ele está se recuperando dos ferimentos causados pelo acidente na balsa (o livro é mostrado muito rapidamente).

Uma cópia do livro é mostrada na estante do escritório de Jack, junto com Two Dollar Bill, também de Stuart Woods.

17 – Ardil-22 (Joseph Heller) – Enquanto seguia mais uma de suas vis√Ķes, Desmond leva Hurley, Charlie e Jin pela floresta. Eles ve√™m um helic√≥ptero caindo no oceano e entram na mata para procurar por sobreviventes (embora Desmond refira-se a sobreviventes como “ela”). Eles localizam v√°rios objetos pessoais, incluindo uma edi√ß√£o brasileira de Ardil-22. Quando abre o livro, Desmond descobre outra c√≥pia da fotografia dele com Penelope.

18 – Morte na Praia (Agatha Christie) – Esse √© um dos romances que Sawyer l√™ na Ilha. Ele √© visto lendo quando Nikki se aproxima dele em “Expos√©”. Nikki, √© enterrada viva inadvertidamente, conectando o tema do livro aos eventos do epis√≥dio em quest√£o.

19 РObservação do Passado (Peter Wright) РO livro pode ser visto na estação O Cisne, na cama de Sawyer quando ele está se recuperando dos ferimentos causados pelo incidente com a balsa (mostrado muito rapidamente).

20 – Lancelot (Walker Percy) – Sawyer este lendo esse romance na Ilha.

21 – A Ilha Misteriosa (J√ļlio Verne) – O livro √© citado por Shannon quando ela refere-se a Ilha como “Ilha Louca Misteriosa”.

22 – Incidente na Ponte de Owl Creek (Ambrose Bierce) – O livro foi visto em “The Long Con“.

23 РA Odisséia (Homero) РHá referências ao épico grego durante o seriado, incluindo o uso de flashbacks para ilustrar cada história dos personagens.

24 – Nosso Amigo Comum (Charles Dickens) – No epis√≥dio final da Segunda Temporada, “Live Together, Die Alone“, √© revelado que Desmond carregava consigo uma edi√ß√£o do livro em capa dura Our Mutual Friend que √© mantida fechada com faixas de borracha, com a inte√ß√£o apenas de ser aberto e lido no √ļltimo momento antes de morrer. Provavelmente sabendo do significado do livro para ele, Penelope colocou uma carta do seu amor e devo√ß√£o eterna no livro, com a inten√ß√£o que Desmond lesse em seu maior momento de desespero quando encarcerada na pris√£o miltar. No entanto, ele n√£o achou a carta l√°, j√° que havia deixado o livro no dep√≥sito da pris√£o jundo com os seus pertences, os quais ele n√£o recebeu at√© a sua liberta√ß√£o. No Cisne, ele finalmente achou e leu a carta dela quando abriu o livro para ler pois estava desejando o suic√≠dio ap√≥s viver anos no abrigo. √Č revelado que esse momento aconteceu ao mesmo tempo em que John Locke tamb√©m estava em desespero e batendo fortemente na escotilha no final da Primeira Temporada, no epis√≥dio “Deus Ex Machina”. A combina√ß√£o da descoberta dessa carta e da apari√ß√£o de Locke aparentemente salvaram a sua vida, j√° que ele rejeitou o suic√≠dio.

Desmond tamb√©m escondeu a Chave de Emerg√™ncia nesse livro. Na Segunda Temporada, epis√≥dio “Orientation”, quando o Computador foi danificado, ele tamb√©m procurou pelo livro antes do computador ser finalmente consertado.

25 – Um Estranho em uma Terra Estranha (Robert A. Heinlein) – Esse romance compartilha o t√≠tulo com o epis√≥dio 9, “Stranger in a Strange Land“, da Terceira Temporada.

26 – Um Conto de Duas Cidades (Robert A. Heinlein) – A Tale of Two Cities” foi o primeiro epis√≥dio da 3¬™ Temporada e o 50¬ļ de Lost; foi ao ar em 4 de Outubro de 2006.

27 – O Terceiro Tira (Flann O’Brien) – “Desmond aparece lendo O Terceiro Tira quando a escotilha √© finalmente invadida pelos sobreviventes do V√īo 815 Oceanic no come√ßo da Segunda Temporada; O livro est√° vis√≠vel na cama de Desmond dentro do Cisne.

O redator de Lost, Craig Wright, disse que foi dele a idéia de inserir o romance O Terceiro Tira em Lost.

28 РO Sol é para Todos (Harper Lee) РJuliet diz a Jack que está colocando uma fita desse filme quando, na realidade, ela coloca um filme que ela fez em casa. Nessa fita, ela está segurando cartazes e silenciosamente pedindo a ele para juntos matarem Ben durante a cirurgia.

29 РA Volta do Parafuso (Henry James) РDesmond diz a Locke e Jack para olhar entre esse livro e encontrar o Filme de Orientação do Cisne.

Kelvin diz a Desmond para colocar o filme entre esse livro quando ele acabar de assistir.

30 – Watership Down (Richard Adams) – Watership Down, originalmente, pertenceu a Boone, pois ele olhou o livro no voo 815 Oceanic.

Sawyer é visto por Boone lendo o livro, o que leva Boone a acreditar que Sawyer encontrou a sacola que continha o remédio para asma de Shannon.

Sawyer diz a Kate, “Inferno de livro. √Č sobre coelhos”.

31 – O M√°gico de Oz (L. Frank Baum) – Embora o livro nunca tenha sido visto em Lost (por√©m, j√° foi mencionado por Locke no epis√≥dio “The Man Behind the Curtain“, o qual leva esse nome por causa do filme), O M√°gico de Oz tem sido comparado a v√°rias s√©ries de TV pelos f√£s. O paralelo com Lost causou muita especula√ß√£o em torno das teorias do seriado.

32 – Uma Dobra no Tempo (Madeleine L’Engle) – Esse √© um dos romances que Sawyer l√™ na Ilha. Ele l√™ a edi√ß√£o comemorativa de 1976 publicada pela editora Bantam Doubleday Dell Books for Young Readers (a arte da capa √© de Cliff Nielsen).

Mais um Brasileiro no Lost

Brasileiro no Lost

Simplesmente GENIAL.

Fala sério, né gente?
Prêmio Darwin nesse padre!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Padre Carli foi expulso de escola de v√īo por indisciplina e exibicionismo,

diz instrutor
O padre Adelir De Carli, de 41 anos, foi expulso da escola de v√īo livre Vento Norte, em Curitiba, h√° cerca de tr√™s anos por indisciplina e exibicionismo. √Č o que conta M√°rcio Andr√© Lichtnow, instrutor respons√°vel pelo curso de parapente que teve o padre como aluno. Carli desapareceu no √ļltimo domingo no litoral de Santa Catarina depois de ter decolado de Paranagu√° impulsionado por bal√Ķes de g√°s h√©lio.

Ele era indisciplinado e n√£o participava das aulas te√≥ricas, que s√£o fundamentais para se compreender as quest√Ķes meteorol√≥gicas. Ele n√£o tinha nada de humilde, se acha o bom, o que conhecia tudo, o que sabia tudo. Parecia um playboy

diz Lichtnow. O instrutor afirma que o padre fez dez horas de aulas práticas e quatro horas de aulas teóricas. Para completar o curso precisaria de 40 horas de prática e 30 horas de teoria.

Durante uma filmagem para reportagem da TV local h√° cerca de dois anos, o padre fez uma demonstra√ß√£o e, segundo Lichtnow, desobedeceu as orienta√ß√Ķes de v√īo. “Expulsei ele do curso, porque neste dia falei para ele voar at√© o local do pouso e, da cabe√ßa dele, ele resolveu voltar para o morro do Boi, em Caiob√°, litoral paranaense, em uma corrente de vento ascendente. Ele voltou para o lado errado do morro, na parte de tr√°s, bateu nas √°rvores e ficou pendurado. Quando os bombeiros chegaram para fazer o boletim de ocorr√™ncia, ele disse que o instrutor havia orientado e atrapalhado o v√īo”, explica, ressaltando que havia testemunhas no local e a expuls√£o seguiu cl√°usula de contrato do curso de v√īo livre que prev√™ desligamento quando o aluno coloca-se em perigo ou oferece perigo a terceiros.

Lichtnow conta ainda que o padre o procurou para falar dos planos de voar a partir de Paranagu√° (PR). “Falei para ele que decolando dali o √ļnico lugar que ele poderia pousar era na √Āfrica do Sul, porque √© para l√° que os ventos levam. Mas ele disse que j√° havia estudado tudo e eu achei que era brincadeira”, lembra.

De acordo com o instrutor, todas as condi√ß√Ķes eram desfavor√°veis ao v√īo de bal√£o. “Foi de um amadorismo impressionante, ele n√£o fez avalia√ß√£o nenhuma: no ato da decolagem, ele n√£o avaliou o vento, porque j√° decolou indo para o oceano; n√£o avaliou a cobertura de nuvens do tipo nimbostratus, porque no dia havia uma frente fria que deixa o ar turbulento e com muita concentra√ß√£o de √°gua; n√£o avaliou a temperatura, porque o g√°s h√©lio em temperaturas baixas diminui de volume e for√ßa a descida. Al√©m disso, ele invadiu o espa√ßo a√©reo brasileiro e poderia ter batido e derrubado um avi√£o”, analisa. Pelas imagens divulgadas pela imprensa, Lichtnow calcula que o padre Carli atingiu 5.800 metros de altura e a temperatura nesta faixa era de aproximadamente -25¬ļC, dadas as condi√ß√Ķes meteorol√≥gicas.

Fiquei bem menos cat√≥lico depois de conhecer o padre”, finaliza o instrutor, que faz quest√£o de dissociar a figura de Adelir De Carli da escola de v√īo. “Ele tentou ser meu aluno, mas n√£o foi aceito”.

Nesta ter√ßa-feira, as equipes de busca do padre acharam bal√Ķes vagando pelo mar de Santa Catarina. Lanchas tentam chegar ao local onde o padre teria ca√≠do, a cerca de 40 quil√īmetros da costa de S√£o Francisco do Sul.

Lost РSneak Peek S04E10 РVídeos

Veja aqui alguns vídeos que mostram um pouquinho do próximo episódio.