Diogo Cata Preta

feeds

CEO da Mozilla comenta lançamento do Chrome, do Google

RIO – John Lilly, o diretor-executivo da Mozilla, comentou o lançamento do browser Chrome, do Google, nesta terça-feira, em seu blog. Ele afirma que o mercado está mais movimentado do que nunca, citando como exemplos o anúncio do Chrome e o lançamento do beta 2 do IE e do Ubiquity, da própria Mozilla.

A Microsoft também liberou um comunicado oficial em que disse que “O cenário dos navegadores é altamente competitivo, mas as pessoas vão escolher o Internet Explorer 8 pela forma com que ele coloca os serviços que elas precisam nas pontas dos seus dedos, respeita suas escolhas pessoais em relação ao modo como querem navegar e, mais que qualquer outra tecnologia, as coloca no controle de seus dados pessoais online”.

Apesar do Chrome parecer apontado para a enorme fatia de mercado dominada pelo Internet Explorer, estilhaços podem atingir também o Firefox, da Mozilla. E existem os que acreditam que o browser da raposa pode até ser a maior vítima do novo competidor.

Ter mais pessoas inteligentes pensando em formas de tornar a web boa para seres humanos normais é bom.


Para o CEO da Mozilla, “ter mais pessoas inteligentes pensando em formas de tornar a web boa para seres humanos normais é bom”. Segundo ele, a competição tende a resultar em inovação, como pode-se ver no mercado de navegadores este ano, que teve “enormes melhorias na performance do Javascript, avanço nos processos de segurança e grandes inovações de interface”.

Lilly diz que não se surpreende com a iniciativa do Google, que é o maior investidor da própria Mozilla, pagando US$ 56 milhões dos US$ 66 milhões feitos pela empresa em 2006 para ser a ferramenta de busca padrão do Firefox. “O negócio deles é a web (…). O Chrome será um browser otimizado para o que eles consideram importante, e será interessante ver o desenvolvimento disso tudo”.

Para Lilly, com a entrada do Chrome, o mercado fica ainda mais competitivo e “mais que nunca teremos que fazer softwares que as pessoas amem. O Firerox é muito bom hoje em dia e continuará melhorando”.

Ele afirma que a Mozilla e o Google fizeram “muito nos últimos anos pela melhoria e abertura da web”, cita projetos em comum, como o anti-phishing do Firefox que entrará no Chrome, e lembra que as empresas acabaram de renovar seus acordos comerciais até novembro de 2011.

Lilly fecha seu post lembrando que a Mozilla é uma entidade sem fins lucrativos com o objetivo de manter a web aberta e participativa e que, “mesmo num ambiente mais competitivo do que nunca, está otimista em relação ao futuro da Mozilla e da web aberta.


Comentários

Leave a Reply